Pesquisa aponta 20 personalidades mais influentes para os jovens no Brasil

Por: Matheus Ferreira

Uma pesquisa encomendada pelo Google e Meio & Mensagem elencou as personalidades de cinema, vídeo online e televisão mais admiradas pelos jovens brasileiros. O resultado consolida uma crescente realidade: os Youtubers vieram pra ficar.

Dentre os 20 candidatos mais votados pelo público 10 são produtores de conteúdo com canal no site de compartilhamento de vídeos mais famoso do mundo, o YouTube.

foto-juliana-paes
Juliana Paes

Bruna Marquezine, Juliana Paes, Rodrigo Lombardi, Grazi Massafera, Cauã Reymond e Camila Pitanga são nomes mais familiares, certo? Mas para os jovens de 14 a 17 anos entrevistados, eles são menos influentes que pelo menos um Youtuber independente.

Leon e Nilce, Kéfera Buchmann, Iberê Thenório, Felipe Castanhari, Felipe Neto, Christian Figueiredo, Gustavo Stockler, Taciele Alcolea, Edu Benvenuti  e Camila Coelho. Se alguns destes nomes se parece estranho pra você é sinal de que sua época já passou, meu caro.

Leia também:  NSC: este será o novo nome da RBS TV em Santa Catarina
Kéfera Buchmann (Foto Isac Luz  EGO)
Kéfera Buchmann (Foto Isac Luz EGO)

Estes Youtubers estão fazendo a cabeça da garotada e se tornando influenciadores de uma grande massa de adolescentes na internet, o que os faz aparecer na frente até mesmo de celebridades que estão há anos batalhando por seu espaço na TV.

As 20 personalidades mais influentes do cinema, vídeo online e televisão:

  1. Tatá Werneck
  2. Danilo Gentilli
  3. Paulo Gustavo
  4. Caio Castro
  5. Leon e Nilce
  6. Kéfera Buchmann
  7. Iberê Thenório
  8. Bruna Marquezine
  9. Felipe Castanhari
  10. Felipe Neto
  11. Christian Figueiredo
  12. Juliana Paes
  13. Rodrigo Lombardi
  14. Grazi Massafera
  15. Cauã Reymond
  16. Gustavo Stockler
  17. Camila Pitanga
  18. Taciele Alcotea
  19. Edu Benvenuti
  20. Camila Coelho

O resultado da pesquisa deixa claro dois grandes movimentos que temos notado nos últimos tempos. Uma grande parcela do público que assistia a TV aberta está migrando para opções de entretenimento online. O que deixa claro entender outro fenômeno recente: a recusa dos produtores de conteúdo de irem pra TV, para continuar com seu público fiel da internet.

Leia também:  Encontro com Fátima Bernardes ganha novo logo

É motivo para desespero? Não. Felizmente emissoras mais atentas, como a Globo, já perceberam que lutar contra a web é piorar ainda mais a relação da emissora cinquentona com seu público.

Por este motivo, no ano passado o app Globo Play foi lançado, com o intuito de permitir o acesso do seu acervo em vídeos on demand e acessíveis por plataformas como smartphones e tablets. Algo completamente impensável há alguns anos.

Globo Play. Foto: Matheus Ferreira/Geek Publicitário
Globo Play. Foto: Matheus Ferreira / Geek Publicitário

Quem vai vencer a disputa? É difícil até mesmo prever se haverá um vencedor. Eu prefiro apostar numa coexistência extremamente benéfica para o lado principal: o telespectador.

Com informações de: Meio & Mensagem. Pesquisa realizada por Provokers.

Com amor, GKPB. <3

Publicado por

Matheus Ferreira

Matheus Ferreira, 26. Publicitário, fundador do @gPublicitario, ♓, amante de arte, música e tecnologia. Snap: ferreiramaath

Comentários