Noah

Curta relata relacionamento moderno através das telas dos gadgets de jovem e joga na nossa cara o quanto somos neuróticos e fúteis diante do computador

Por: Matheus Ferreira

Esse curta tem 17 minutos. Se você é um jovem, que vive na efêmera sociedade pós-moderna, provavelmente já está com preguiça de chegar até aqui na leitura. Assistir um vídeo desse tamanho então, inimaginável. Mas aqui fica meu pedido. Assista o começo. Se você não se identificar nos primeiros minutos, pode fechar este blog e nunca mais voltar.

O vídeo conta a história de Noah, um jovem que não resiste às tentações da web, como a falta de atenção em uma só atividade, o acesso fácil a pornografia e a informações privadas das pessoas ao seu redor. Com base nesses acontecimentos, vemos pelos olhos do personagem principal como somos todos parecidos nos costumes, manias e neuras. Dá medo.

Leia também:  Gol transmite primeiro voo comercial com Wi-Fi ao vivo no Facebook

Eu já perdi a conta de quantas vezes eu já passei por situações bem semelhantes às vistas no vídeo. A parte de ficar prestando atenção em todos os detalhes da pessoa na rede para tentar comprovar alguma ideia maluca é a que me chamou mais atenção, pois inúmeras vezes fazemos isso sem perceber em momento algum.

Pelo menos uma mensagem acho que dá pra tirar disso tudo: a mesma tecnologia que nos ajuda e nos aproxima das pessoas, nos leva lá pra cima e depois nos arremessa pra baixo. E se pararmos com frequência pra observar a importância que damos às pequenas coisas como atualizações de status, comentários em fotos no Facebook vamos ver o quão fútil estamos sendo. Não há nada de errado em viver coisas boas na internet, mas existe um limite. E quando esse limite não é respeitado, bem… você vira um Noah na vida.

Leia também:  Oreo lança post interativo para o Dia do Rock

Como visto em: Comunicadores

Com amor, GKPB. <3

Publicado por

Matheus Ferreira

Matheus Ferreira, 25. Publicitário, fundador do @gPublicitario, ♓, amante de arte, música e tecnologia. Snap: ferreiramaath

Comentários