Profissão Publicitário #05 – Eu preciso ser criativo pra fazer publicidade?

Por: Matheus Ferreira

Nossa coluna Profissão Publicitário já está no ar, e dessa vez trazendo mais um daqueles assuntos que as pessoas sempre me perguntam: eu preciso ser criativo pra trabalhar com publicidade?

A resposta e muito mais eu conto pra vocês no vídeo abaixo. Vem com a gente e aperta o play! =D

Assuntos abordados no vídeo

Pergunta:

Larissa de Oliveira

Olá Matheus, conheci seu canal no youtube quando estava a procura de respostas sobre algumas dúvidas em relação ao curso de Publicidade e Propaganda. Tenho muitas duvidas sobre que curso fazer e já pensei em várias áreas diferentes, porém também pensei em PP e me atrai muito tudo o que envolve o curso, mas tenho medo de não ter uma mente criativa e gostaria de saber se ao longo dos anos na faculdade isso pode ser explorado para que eu saiba lidar com a profissão ?

Começando…

  • Em primeiro lugar nós precisamos entender que criatividade é muito mais que inspiração.
  • Quando nós nos relacionamos com a criatividade antes da pressão do mercado, é normal que a gente ache que pessoas que têm grande aptidão pra arte, ou que têm sacadas rápidas são criativas e pessoas que não buscam exercitar essa parte não são.
  • Mas o fato é que uma das principais funções do curso de publicidade é te mostrar métodos de como ser criativo.
  • Criatividade é mais transpiração, que inspiração.
  • É preciso entender que não dá pra depender apenas de inspiração
  • Se ela chegar é sucesso.
  • Se ela não vier, o deadline continua lá. O cliente vai te pagar igual ao mês anterior, as contas vão chegar igual ao mês anterior, e você precisa ser capaz de entregar algo bom.
Leia também:  E se a gente removesse os posts patrocinados dos perfis dos influenciadores no Instagram?

Aprofundando…

  • Vale entender também que se apesar de tudo você achar que não gosta de lidar com criação, é preciso enxergar que há um mundo muito mais amplo fora disso.
  • Existem diversas áreas da publicidade que não exigem que você seja extremamente criativo.
  • Atendimento, Mídia, Pesquisa…
  • Mídia e Pesquisa, por exemplo, pegam no ponto fraco de diversas pessoas que escolhem humanas, que é a matemática. Se você tiver facilidade com números, pode se dar bem.
  • Você vai ter algo em você em que você será bom. E você precisa explorar isso
  • Aproveite os quatro anos da faculdade pra testar em que você é bom.
  • Se você for bom, existem diversas áreas pra explorar isso também, como Criação, Planejamento, Redes Sociais, Produção e por aí vai…
  • Experimente várias áreas.
  • Eu mesmo, quando comecei a estudar publicidade, queria ser criativo. Com o tempo vi que este não era o meu forte, que eu poderia ser um melhor profissional sendo atendimento. E hoje, falando com vocês.
Leia também:  Uberfolio: criativo paga carona de Uber para publicitários avaliarem seu porfolio

Fechando…

  • Entenda que você deverá exercitar sua criatividade.
  • E você terá a oportunidade de colocá-la em prática.
  • Você só será bom ou ruim depois que tentar.
  • Existem pessoas que se acham supercriativas e não são.
  • Existem pessoas que eu considero muito criativas e não se veem desta forma.
  • Seja analítico consigo mesmo. Se você acha que não está bem, procure outras áreas.
  • Acima de tudo, veja se isso te faz bem. Se fizer, continue. Acredite, e vá em frente.
  • Se não fizer, procure outra coisa.
  • A grande maioria das pessoas que está hoje na faculdade tem muita vida pela frente ainda. Não é crime nenhum errar na escolha. Arrisque e não tenha medo de voltar atrás.
Leia também:  Confira os vencedores do Prêmio GKPB 2016!
Com amor, GKPB. <3

Publicado por

Matheus Ferreira

Matheus Ferreira, 25. Publicitário, fundador do @gPublicitario, ♓, amante de arte, música e tecnologia. Snap: ferreiramaath

Comentários