Easy Taxi se rende ao mercado do Uber e lança EasyGo

Por: Matheus Ferreira

Nesta última quinta-feira a Easy Taxi anunciou o lançamento do novo serviço: EasyGo, que irá reunir motoristas particulares que irão atender a demanda feita por aplicativos. Isso te parece familiar? Sim, é um “Uber do Easy Taxi“.

Não tem muito tempo que as empresas que permitiam pedir táxi por aplicativo começaram a fazer sucesso no Brasil. Mas antes mesmo que os apps se consolidassem por aqui, o Uber chegou já com o pé na porta e deixou o mercado bem complicado para companhias como o Easy Taxi e a 99, por exemplo.

easy-taxi-servicos-disponiveis-easygo-concorrente-uber-blog-gkpb

-- Continua depois do anúncio-- -- Fim do anúncio--

Se não pode vencê-los junte-se a eles

Os apps de táxi tentaram de diversas formas se adequar ao novo mercado. Foram diversas novidades, como descontos e até o lançamento do “Táxi Preto”, entretanto, aparentemente nem isso tem feito com que os consumidores deixassem de lado opções como Uber ou Cabify.

Leia também:  UberSELECT começa a funcionar no Brasil

Em um comunicado enviado aos taxistas na semana passada, o CEO da Easy Taxi Brasil afirmou que o objetivo do novo EasyGo é “recuperar os passageiros que foram perdidos para os novos concorrentes”. Mas fez questão de ressaltar que o serviço de táxi continua sendo fundamental. A única coisa que me vem à cabeça é: até quando?

EasyGo

easygo-easy-taxi-torne-se-um-motorista-blog-gkpb

Para este primeiro momento a Easy Taxi informa que as tarifas podem ser até 40% mais baratas que o táxi comum, o que pelas nossas contas é um valor bem próximo ao do Uber. Mas para incentivar o registro de motoristas, pelo menos nesse primeiro momento, o app irá ficar com apenas 20% da receita da corrida, contra 25% do seu principal concorrente.

Leia também:  99 Tuk Tuk: app anuncia serviço de transporte por Tuk Tuk no Rio

Seria o fim dos táxis? Não acho que seria exatamente isso, mas essa movimentação é, sem dúvidas, um prego a mais no caixão dos táxis como conhecemos hoje. Uma categoria que ficou tantos anos parada no tempo, vai ter que correr atrás do prejuízo agora. E, taxistas: quebrar carros e agredir pessoas não funcionou até agora e não vai funcionar. Vão por mim.

Com informações de: Meio & Mensagem.

Com amor, GKPB. <3

Publicado por

Matheus Ferreira

Matheus Ferreira, 25. Publicitário, fundador do @gPublicitario, ♓, amante de arte, música e tecnologia. Snap: ferreiramaath

Comentários