A ação social peruana recolheu relatos de várias mulheres que são violentadas para estampa-los como manchete no Peru21, um dos maiores jornais do país.

Ação social peruana transforma voz de mulheres em manchetes de jornal

Por: Igor Caetano

A cultura machista ainda é algo muito forte em muitos países da América Latina. Esse cenário não é diferente no Peru, recentemente foi relatado pelo INEI (Instituto Nacional de Estatística e Informática), que 32% das mulheres peruanas já sofreram algum tipo de assédio.

Pensando nisso, a agência peruana McCann decidiu realizar uma parceria com o jornal Peru21, um dos mais importantes de todo o Peru. A ideia era pôr a voz de inúmeras mulheres em um dos maiores veículos de comunicação do país.

A ação social peruana selecionou várias mulheres que sofrem violência física, sexual ou psicológica e recolheu seus relatos. Frases como “Calar é também ser cúmplice“, “Ninguém tem o direito de lhe tocar” e “Violência não é amor” foram transformadas em grandes manchetes de jornal estampadas em um fundo rosa.

A campanha ocorreu durante uma marcha convocada pelo movimento “Ni una menos”, movimento muito importante na América Latina que luta pelos direitos das mulheres. Segundo Mauricio Fernandez-Maldonado, VP e diretor geral de criação da McCann Lima:

“O objetivo desta campanha não foi apenas cobrir a notícia, mas ser parte de um movimento que busca acabar com a violência de gênero”

Confira abaixo o videocase da ação social peruana que deu voz às mulheres:

Com amor, GKPB. <3

Comentários