IKEA transforma desenhos de crianças em bichos de pelúcia

Por: Matheus Ferreira

Quando o assunto é criatividade as crianças dão um verdadeiro show em nós. E pensando nisso, o pessoal da IKEA decidiu dar asas à imaginação dos pequenos em uma campanha muito bacana que transformou desenhos infantis em pelúcias reais.

Dos mais de 52 mil desenhos recebidos no ano passado, a empresa transformou 10 em uma coleção que foi disponibilizada à venda com o intuito de arrecadar fundos para a IKEA Foundation, que realiza trabalhos sociais voltado para outras crianças que precisam de ajuda.

Veja algumas das peças que já foram colocadas à venda:

ikea-desenhos-pelucias-criancas-bicho-rosa ikea-desenhos-pelucias-criancas-coruja ikea-desenhos-pelucias-criancas-dragossauro ikea-desenhos-pelucias-criancas-bicho-alimenta-acucar-dentes ikea-desenhos-pelucias-criancas-leao

Desenhos viram bichos de pelúcia

“Todos os desenhos são fantasticamente criativos”, diz Carin Wengelin, gerente de informações da IKEA infantil. “Os principais critérios para a escolha dos desenhos, foram a originalidade e a capacidade de produzi-los a um custo razoável”, completa.

Leia também:  Compartilhe o comercial de Dia das Crianças da C&A e doe roupas para Abrinq

Entre os exemplos criados no ano passado temos uma bactéria que se alimenta de açúcares e carboidratos dos dentes enviado por uma criança da Tailândia de apenas 5 anos. Ou então um híbrido de dinossauro e cavalo enviado por uma criança de 9 anos da Indonésia que o apelidou de “horsasaurus” (algo como cavalossauro, em português).

ikea-desenhos-pelucias-criancas-todos

Neste ano o projeto ainda está recebendo desenhos. As pelúcias feitas a partir destes desenhos estarão à venda de 10 de novembro a 24 de dezembro no site da IKEA, ou seja, a tempo de fazer alguém mais feliz no Natal e ajudar a empresa a fazer a parte dela.

Com informações de: FastCo Design.

Com amor, GKPB. <3

Publicado por

Matheus Ferreira

Matheus Ferreira, 25. Publicitário, fundador do @gPublicitario, ♓, amante de arte, música e tecnologia. Snap: ferreiramaath

Comentários