Governo Federal erra feio em campanha “Gente Boa Também Mata” – Quem aprovou isso?

Por: Matheus Ferreira

Já fazia um bom tempo que eu, felizmente, não precisava fazer nenhum post para a nossa coluna Quem Aprovou Isso?, mas o Governo Federal já começou o ano se esforçando bastante e conseguiu reestrear nossa categoria em 2017 com sua campanha “Gente Boa Também Mata”.

Aparentemente alguém teve a ideia de tentar convencer as pessoas que qualquer um pode acabar se envolvendo em um acidente, o que é realmente interessante e compreensível. No entanto, o conceito utilizado para transmitir esta mensagem saiu completamente fora de qualquer interpretação minimamente lúcida.

A campanha utilizou frases ambíguas e ofensivas a grupos de pessoas que se esforçam para promover o bem à sociedade, como pessoas que resgatam animais, ou fazem trabalhos voluntários como palhaços em hospitais.

Leia também:  Comerciais do Conar explicam a diferença entre gosto pessoal e conteúdo ofensivo

Veja a peça abaixo:

Uma das principais peças que viralizou pela internet recebendo comentários indignados chega a dizer: “Quem resgata animais nas ruas pode matar”.

Eu sei, a intenção é boa, mas olha a construção dessa frase. Eu não sei se eles estão querendo dizer que quem resgata animais está realmente autorizado a matar (óbvio que não), ou se as pessoas que resgatam animais podem acabar matando outras pelo simples fato de resgatarem animais.

Se ainda não estiver bom para você, veja esta outra:

“Quem faz a alegria das crianças pode matar” diz outra peça da campanha.

Gente Boa Também Faz Campanha Ruim

O meu cérebro simplesmente bugou com essa campanha e eu não sei nem mais o que pensar sobre. Isso porque é possível entender a mensagem que eles querem passar se a gente tiver boa vontade, mas por outro lado, a execução é assustadoramente ruim e ofensiva.

Leia também:  Amazon utiliza carne moída para fazer propaganda em supermercados

A campanha conta ainda com outras peças com frases bem parecidas, mas antes de me despedir quero deixar vocês com esse vídeo abaixo que também faz parte da campanha e tenta ser menos pior do que as peças impressas. Embora eu não saiba realmente dizer se consegue o objetivo.

A única coisa que eu consigo pensar é: quem aprovou isso?

Veja este e outros destaques em nosso canal no Youtube:

Com amor, GKPB. <3

Publicado por

Matheus Ferreira

Matheus Ferreira, 26. Publicitário e fundador do Geek Publicitário. Falo sobre Publicidade, TV, Design e Tecnologia.

Comentários