01-nikon-d3300-620x350

Nikon melhora linha de entrada com a D3300, mas ainda deixa a desejar na conectividade

Por: Matheus Ferreira

A Nikon anunciou a nova Nikon D3300, uma câmera de entrada no mundo das DSLRs. A câmera é bem interessante. As novidades são muito boas e vamos detalhá-las a seguir. Mas a Nikon continua com um problema crônico: a conectividade.

Sensor e Processador

Em primeiro lugar, o sensor dela é um CMOS de 24,2 megapixels, o que isso quer dizer? Eu não sei, mas é melhor e vem sem o um tal de filtro low-pass, o que irá garantir que mesmo os iniciantes possam ter melhores resultados em nitidez. Falando em nitidez, o novo processador Expeed 4 promete dar uma mãozinha na melhora de qualidade das imagens. Ótimo!

Iso e Captura

O ISO da 3300 pode chegar a 25.600. A câmera ainda pode fazer até 5 fotos por segundo e gravar vídeos em Full HD com qualidade de 60 frames por segundo.

Leia também:  Wes Anderson dirige novo curta de Natal da H&M

Objetiva

2211_18-55mm-f3-5-5-6G-VR-II_front

A 3300 traz consigo um novo Kit de lentes da Nikon. O kit inclui a lente AF-S DX NIKKOR 18-55mm f/3.5-5.6G VR II que é uma versão melhor e mais compacta da lente 18-55mm. Ela tem Um novo design de cilindro retrátil inspirado pelo sistema Nikon, 1 diminuiu o tamanho em aproximadamente 25% e a deixou mais leve que as anteriores; além disso, a nova tecnologia de Redução de Vibração oferece disparos com a câmera em mãos sem desfoque.

E aí?

Tudo muito bom, tudo muito bem, mas o que realmente me incomoda é que as câmeras DSLRs já provaram que são de qualidade e, se estão melhorando, ótimo. Mas é preciso inovar não só na qualidade de imagem, mas na conectividade. Tem tanto fabricante de smartphones querendo transformá-los numa câmera, para atingir o público que, além de praticidade, não abre a mão da qualidade. Porque a Nikon não pode transformar suas câmeras em algo mais prático?

Leia também:  Kodak apresenta novo logo e volta a utilizar forma de 1971

Para transmitir informações sem fio de uma Nikon é preciso uma espécie de gambiarra. Hoje, a praticidade do smartphone, aliada a sensores sensacionais, como o PureView da Nokia e até mesmo a iSight, do iPhone, por muitas vezes fazem com que seja mais vantajoso utilizar o telefone ao invés da câmera em muitas situações.

No meu smatphone, todas as fotos que tiro, vão automaticamente pro dropbox, onde, além de contar com um backup, tenho a foto praticamente no mesmo instante em meu computador. Nem lembro quando foi a última vez que conectei o aparelho em meu computador para transferir fotos. Essa prática já é bem arcaica pra mim. Mas parece que pra Nikon ainda não. O que é uma pena.

Leia também:  Instagram Zoom vai permitir finalmente ampliar imagens do feed
Com amor, GKPB. <3

Publicado por

Matheus Ferreira

Matheus Ferreira, 25. Publicitário, fundador do @gPublicitario, ♓, amante de arte, música e tecnologia. Snap: ferreiramaath

Comentários