cinema-belas-artes-sp-hg-20110106

#‎BelasArtesMeuAmor que bom que você está de volta!

Por: Matheus Ferreira

O Belas Artes é uma espécie de templo sagrado dos cinéfilos paulistanos. E depois de um conturbado fechamento que durou mais de três anos o cinema de rua mais famoso da cidade está de volta e já tem até data: 20 de julho.

belas-artes620
Fachada do cinema tomada por pichações após o fechamento que durou cerca de 3 anos (Foto: Lívia Machado/G1)

Eu não sou dos maiores fãs da sétima arte, mas um pouco da minha história está no Belas Artes. Tudo bem, minha pipoca preferida ainda é a do Cinemark, mas o Belas Artes era um lugar diferente de praticamente todos os cinemas paulistanos e por esse motivo, era mais que um cinema; era uma fuga da vida caótica da maior metrópole da América Latina para vivenciar um espírito cultural que só quem o frequentava consegue explicar.

Leia também:  Pizza Hut entra para o cardápio do Pedidos Já na Grande São Paulo

Tá achando que eu sou exagerado? Talvez. Mas pelo menos 100 mil pessoas que também assinaram uma petição pedindo a volta do cinema devem concordar comigo.

"Quanto vale um sonho?" dizia um dos cartazes dos inúmeros protestos realizados para o não-fechamento do cinema
“Quanto vale um sonho?” dizia um dos cartazes dos inúmeros protestos realizados para o não-fechamento do cinema

Em meio a tantos Cinemarks, iMaxes, Cinépolis com suas cadeiras superconforáveis, food service, quarta dimensão e todo o blá blá blá que qualquer viciado em tecnologia teria bastante curiosidade de experimentar; o que prevaleceu foi a experiência intangível, o refúgio e o carinho que nós, seres humanos criamos por pessoas, filmes e até mesmo cinemas, como é o caso.

Belas Artes, meu amor. Você infelizmente só voltou depois que eu já deixei a cidade de São Paulo. Eu sinto quase como se tivéssemos em um filme de romance onde o casal no ponto mais auge de seu relacionamento fossem obrigados a se separar por uma vilã incansável chamada capitallismo.

Leia também:  Kinorama: um crowdfunding para viabilizar sessões de cinema independentes no Brasil

Mas você está de volta. E, assim como nos melhores finais, o amor e a paixão sempre vencem qualquer barreira.

“O Belas Artes não é um negócio, é um projeto.” Andre Sturm.

Este não é um artigo comum, ele é um desabafo. Uma declaração.

Com amor, GKPB. <3

Publicado por

Matheus Ferreira

Matheus Ferreira, 25. Publicitário, fundador do @gPublicitario, ♓, amante de arte, música e tecnologia. Snap: ferreiramaath

Comentários