Snapchat inicia venda online de óculos Spectacles

Por: Matheus Ferreira

Eu vou morrer e não vou entender o que se passa na cabeça do Snapchat. Com um app tão capenga no quesito de recursos e usabilidade, os caras acharam que a melhor coisa a se fazer era criar um óculos. E pior, vendê-los apenas em uma pop-up store localizada em Nova York.

Mas a empresa que já recusou uma proposta bilionária do Facebook agora tenta desesperadamente convencer acionistas para conseguir financiar suas próximas maluquices e sobreviver ao bombardeio de Zuckerberg para frear o crescimento do app.

Como resultado, o Snapchat finalmente caiu na real e decidiu abrir uma loja online para vender seus óculos inteligentes, os Spectacles. Agora, qualquer americano que quiser comprar um Spectacles pode entrar em Spectacles.com e adquirir o seu por US$ 129,99.

Leia também:  Google também entra na onda e adere aos "snaps"

A ação é uma tentativa de fazer com que o dispositivo pare de sangrar recursos e passe a ser algo interessante para os investidores. Na ocasião de lançamento do capital aberto, a Snap Inc chegou a dizer que os óculos não geraram receita significativa para a companhia e ainda observou que os custos continuariam maiores que a receita proveniente do produto num “futuro próximo”.

Apesar disso o público do produto tem demonstrado bastante satisfação com o Spectacles. O óculos permite uma interação diferente com o Snapchat que o deixa essencialmente diferente de seu rival raivoso Instagram Stories. Talvez abrir a venda para um público maior e apostar na comodidade do e-commerce possa fazer com que mais usuários se sintam tentados a investir no hardware e, consequentemente, em mais tempo no app.

Leia também:  Facebook libera vídeo "A soma do bem" para celebrar 2 bilhões de usuários

Se a estratégia vai funcionar, só o tempo irá dizer. Mas uma coisa é certa: o Snapchat ainda vai ter que mudar muito se quiser realmente brigar como cachorro grande contra o Facebook.

Com amor, GKPB. <3

Publicado por

Matheus Ferreira

Matheus Ferreira, 26. Publicitário e fundador do Geek Publicitário. Falo sobre Publicidade, TV, Design e Tecnologia.

Comentários