Aproveitando o gancho do Dia Internacional da Mulher, a Skol decidiu lançar o projeto #EscutaAsMinas, que visa amplificar a voz da mulher no ambiente da comunicação de cerveja. Para divulgar a campanha, a marca criou um comercial absolutamente sensacional, onde as mulheres escancaram  e combatem o estereótipo de que são elas que servem os homens em comerciais de cerveja.

No filme um rapaz começa a procurar por garotas para que possam trazer uma nova Skol, já que a dele acabou. Ele pede para uma, depois outra, depois outra… Até que as três juntas jogam a real. Assista ao vídeo:

Enquanto todo mundo aposta no mais do mesmo, a Skol aparece mais uma vez com uma propaganda completamente fora da caixinha. Nós já falamos aqui inúmeras outras vezes de como é importante uma marca com a dimensão e o poder de mídia que a Skol tem na quebra de preconceitos.

Isso é resultado de um trabalho onde se entende a necessidade de escutar e deixar as mulheres assumirem o comando das campanhas feitas como elas gostariam.  A Skol se uniu um time 100% feminino e ouviu suas opiniões, seus olhares e seu entendimento de representatividade.

Leia também:  Skol prova que seu pai pode ser bem menos quadrado do que você imagina

#EscutaAsMinas – Skol

Em um movimento completamente interativo em suas redes, SKOL vai literalmente ouvir. Será aberto um espaço para que todas as mulheres possam dar suas opiniões e dizer o que gostariam de dizer em propagandas de cerveja. Estas opiniões se transformarão em um novo filme, que vai ao ar na TV aberta no dia 25 de março, e que levará frases das participantes, amplificando a voz dessas mulheres, para que o Brasil inteiro escute as minas.

Num dia onde o McDonald’s acha que homenagem às mulheres é colocar todas para trabalharem juntas em seus restaurantes, é um alívio ver uma campanha como essa da Skol.

A propaganda acima ainda faz uma releitura de um comercial de 2002, “Paquera”, onde uma moça tentava se comunicar com mímicas para um rapaz e não era correspondida.

Leia também:  Chama, o aplicativo para pedir gás ganha seu novo comercial

“A mensagem desse filme, 16 anos depois, reflete perfeitamente a discussão que a cerveja SKOL quer amplificar: por que as mulheres não são compreendidas na publicidade? E mais, por que não são ouvidas? Por isso, na versão de 2018, nomeada “Bar” que estreia hoje, a cerveja deu voz às mulheres, garantindo uma representatividade real e colocando as mulheres onde elas sempre deveriam estar: como protagonistas, bebendo uma SKOL gelada e não mais servindo, como acontecia no passado. Afinal, lugar de mulher é onde ela quiser, inclusive, no bar.” diz o texto do comunicado emitido pela companhia.

A pesquisa SKOL Diálogos, que nós chegamos a publicar aqui, constatou que todas as formas de preconceitos – machismo, racial, LGBTFOBIA, estético – estão presentes no cotidiano do brasileiro, sendo praticado ou presenciado. Mas é o machismo que está presente no cotidiano de 99% dos brasileiros ouvidos, sendo que 61% admitem que já pronunciaram algum comentário desrespeitoso contra as mulheres, mesmo que a maioria não reconheça que tenha atitudes machistas.

Leia também:  Comercial do KFC viraliza após "prever" quedas de Neymar em campo

“No momento em que se celebra o Dia Internacional da Mulher, mais do que se posicionar, é de extrema importância ouvir, escutar o que as mulheres têm a dizer para assim promover discussões capazes de inspirar mudanças reais na forma como a mulher é retratada na publicidade. Dar voz às mulheres, amplificar o que elas têm a dizer e fazer com que o Brasil todo escute, é o que nós de SKOL queremos com este projeto. Afinal, quando a gente escuta as minas e se une ao mais diverso número de pessoas, é o que faz o mundo ficar muito mais redondo e igualitário”, completa a diretora de marketing de SKOL, Maria Fernanda Albuquerque.

Com amor, GKPB <3

Acompanhe novidades em tempo real seguindo nosso perfil no Instagram.