No Brasil, cerca de 150 mulheres são espancadas a cada hora, mas essa é só mais uma estatística dentre tantas outras que retratam os casos de violência doméstica no país.

Como forma de denuncia – e também conscientização – o projeto “Se as casas falassem” expõe dados preocupantes em relação a violência sofrida por mulheres em seus próprios lares.

Criado pelos estudantes (Catharina Mendonça, Bernardo Sande e Gabriel Azevedo) da Miami Ad School, o projeto acontece em um perfil específico no Instagram, onde os números da casa são aproveitados para ilustrar as estatísticas sobre a violência doméstica.

#SeAsCasasFalassem

A post shared by Se As Casas Falassem (@seascasasfalassem) on

A violência doméstica é um padrão de comportamento abusivo recorrente no Brasil. Diversas mulheres sofrem em seus lares agressões provindas – na maior parte das vezes – de seus próprios parceiros, gerando assim medo de denunciar. Em casos de violência doméstica, ligue 180.

Leia também:  Samsung reforça campanha "Tech Girls" com estratégia offline

Com amor, GKPB <3

Acompanhe novidades em tempo real seguindo nosso perfil no Instagram.