A Academia de Filmes produz conteúdo audiovisual de entretenimento, cultura e interatividade há 22 anos. Durante o Seminário Internacional Mulheres no Audiovisual, a Academia entrou em parceria com produtoras como Hungry Man, Conspiração, Prodigo Filmes, Gullane, O2 e outras organizações do meio e juristas para assinar um protocolo anti-assédio que visa inibir e apurar denúncias de assédio no setor audiovisual.

Recentemente tivemos uma onda de denúncias acontecendo com relação a grandes astros das telas e protocolos como esse são muito bem vindos para garantir cada vez mais a interação igualitária no mercado.

O “Pacto de responsabilidade anti-assédio no setor audiovisual” visa buscar a responsabilidade dos envolvidos no combate aos casos de assédio, porém também traz consigo uma cartilha com instruções sobre como vítimas, testemunhas e produtoras responsáveis por sets de filmagens devem se comportar perante tais situações.

Leia também:  #NãoPrecisoMasQuero: mulheres se reúnem para falar que maquiagem é uma opção

“Assédio é algo que não podemos tolerar. A Academia de Filmes, por meio do Pacto de responsabilidade, reafirma seu compromisso na luta contra essa prática”, afirma Paulo Schmidt, presidente da Associação Brasileira da Produção de Obras Audiovisuais (Apro).

O Pacto terá sua agenda de ações e eventos divulgada pela ANCINE e se concentrará em ações de prevenção, intervenção, proteção e na apuração de denúncias, para evitar que o assédio volte a acontecer.

Com amor, GKPB <3

Acompanhe novidades em tempo real seguindo nosso perfil no Instagram.