Hoje estreia o filme Ana e Vitória. E em primeiro momento pode parecer que é apenas mais um filme sobre a história de pessoas talentosas que tiveram seu esforço reconhecido e acabaram se tornando estrelas a nível nacional. E até é sobre isso, mas depois de assistir Ana e Vitória eu fiquei me sentindo na obrigação de dizer que é muito,mas muito mais.

Antes de entrarmos um pouco mais a fundo no que eu achei do filme, eu gostaria de primeiro deixar para que vocês vejam a entrevista exclusiva curtíssima que fiz com as meninas na semana passada. E ela vai ser o ponto de partida da nossa conversa daqui pra baixo sobre o filme.

O filme Ana e Vitória é exatamente isso que eu descrevi no começo. A história das talentosíssimas Ana Caetano e Vitória Falcão fica somente como o plano de fundo de uma história tão gostosa e tão leve, que qualquer nariz torcido de jornalista no início da sessão foi facilmente convertido em risos e “awnnnns” durante o decorrer do filme.

Leia também:  Cinépolis lança balde temático de Hotel Transilvânia 3

Ana e Vitória tem o dom de tirar a gente da nossa realidade e levar o espectador para dentro de um mundo que elas criaram. E que, conversando com elas, parece ser realmente um mundo em que elas vivem e que explica um pouco de onde sai tanto sentimento em forma de voz e melodia.

A relação delas com a própria sexualidade e a forma como escolheram contar isso merece ainda outro destaque, pois chega a incomodar no início. Você pensa: como ninguém me avisou que vinha um beijo gay aqui? Foi assim mesmo, sem cerimônia? Mas ela não é heterossexual? Nossa, gente, que estranho tudo isso… Quando terminou a única coisa que eu queria era morar dentro dessa história.

Leia também:  Filme da Turma da Mônica Laços ganha primeiro teaser trailer

Ana e Vitória me surpreendeu. Me chocou. Me divertiu. Me fez rir. Me fez ficar bem triste em alguns momentos e me fez ter uma nova perspectiva de um mundo criado por elas. Me fez ter ainda mais admiração pelas artistas que eu já gostava. É um filme daqueles que vale a pena. Cada centavo e cada minuto gastos.

Assista ao trailer:

Sinopse

Ana e Vitória se conhecem em uma festa e decidem cantar juntas. São descobertas por um empresário carioca e chegam ao estrelato, recebendo um disco de platina. Ana está em busca do amor de sua vida e Vitória em busca de um amor livre e sem amarras. Será que conseguirão viver um grande amor?

Leia também:  Homem-Aranha no Aranhaverso apresenta diferentes versões do herói em novo trailer

Ficha técnica

Título: Ana e Vitória.
Gênero: Comédia Romântica Musical.
Elenco: Ana Caetano, Vitória Falcão, Thati Lopes, Érika Mader, Bruce Gomlevsky, Clarissa Müller, Gabriela Nunes, Bryan Ruffo, Caíque Nogueira, Victor Lamoglia e Hamilton Dias.
Participações Especiais: Mariana Nolasco, Nina Fernandes, Jade Baraldo, Bárbara Dias, Mike Tulio, Guto Oliveira e Gabriel Gonti.
Roteiro e direção: Matheus Souza.
Produção executiva: Felipe Simas.
Trilha sonora original: Anavitória.
Produção musical: Tiago Iorc e Rafael Langoni.
Duração: 115 minutos.
Classificação etária: À verificar.
Produção: F/SIMAS.
Distribuição: Galeria Distribuidora.
Apoiadores: Universal Music, Lupo, Plurall e Yoo2 by Intercity.
Data de estreia: 02 de Agosto de 2018.

Com amor, GKPB <3

Acompanhe novidades em tempo real seguindo nosso perfil no Instagram.