Em um evento que aconteceu hoje em Cupertino, a Apple anunciou três novos iPhones: o iPhone XS, que seria basicamente a evolução natural do iPhone X; o iPhone XS Max, que é uma versão com tela maior e o novíssimo iPhone XR. Basicamente o que a gene poderia considerar a versão 2018 do iPhone 5C.

Os três smartphones têm praticamente os mesmos recursos, alterando apenas algumas questões mais específicas que justifiquem o maior ou menor investimento. Vamos conhecer as diferenças abaixo:

iPhone XS

O iPhone XS é basicamente o que a gente já esperava. Continua com tela de 5,8 polegadas, câmera dupla de 12MP, frontal de 7MP, porém com o mais novo e mais rápido processador A12, que promete ser 50% mais veloz que o anterior. O aparelho também ganhou uma resistência maior a água com a certificação IP68, suportando até 2m de profundidade por até 30 minutos, capacidade de armazenamento de até 512GB e 30 minutos a mais que o X longe da tomada.

Leia também:  Apple lança novo comercial do iPhone X direcionado ao público gamer

iPhone XS Max

Está ficando cada vez mais difícil falar os nomes dos iPhones. Antes eram Plus; agora são Max. Eu fico me perguntando o por que desta mudança. Mas a Apple pós Steve Jobs já nos provou que não se importa muito com a unidade quando o assunto é definir nomes para seus produtos. Nomenclaturas a parte, o XS Max é idêntico ao seu irmão XS, porém com tela maior, de invejáveis 6,1 polegadas e 2688 x 1242 pixels de resolução e 458ppp, além de maior capacidade de bateria, que promete uma hora a mais de autonomia em relação ao iPhone X.

iPhone XR

Sabendo que os valores de seus iPhones seriam praticamente absurdos em países emergentes, como o Brasil, a Apple provavelmente achou interessante lançar uma opção mais acessível. A estratégia lembra muito o iPhone 5C, que chegou a fazer bastante sucesso por aqui durante os anos de 2014/15.

Leia também:  iPhone XS: novo comercial da Apple mostra os benefícios de ter uma tela grande

Ele possui basicamente os mesmos recursos que seus irmãos maiores, porém traz um hardware mais barato: tela de 6,1 polegadas em LCD ao invés de OLED, certificação IP67, que permite apenas um metro de profundidade, resolução de 1792 x 828 pixels e densidade de 326ppp, além de bordas ligeiramente maiores.

Apesar de contar com apenas uma câmera traseira, a Apple prometeu o recurso do modo retrato e apostou na inteligência artificial para tal, assim como já fazem alguns outros concorrentes como o Google Pixel e o Galaxy S9+.

Entre os principais pontos positivos do novo iPhone XR estão a autonomia de bateria, que promete uma hora e meia a mais de autonomia do que a do iPhone 8 Plus e a possibilidade de escolher entre 6 cores diferentes: azul, branco, preto, amarelo, coral e vermelho.

Leia também:  Apple troca fotos da sua página de executivos por emojis

Conheça os três aparelhos:

Preço e disponibilidade

Os telefones ainda não têm uma data exata para chegarem ao Brasil. A Apple afirmou que eles desembarcam por aqui até o fim deste ano. Também não há preços oficiais para o Brasil, mas fazendo uma conversão direta dá para saber que não vai ser nada barato. O iPhone XS sai por US$ 999 (R$ 4.157,04); enquanto o XS Max sai por US$ 1.099 (R$ 4.573,16); já o iPhone XR sai por US$ 749 (R$ 3.116,74). Os valores em reais oficiais costumam ser ainda mais caros aqui no Brasil.

Com amor, GKPB <3

Acompanhe novidades em tempo real seguindo nosso perfil no Instagram.