De acordo com o Ministério da Saúde, a TPM afeta de forma negativa a vida de 70% das mulheres brasileiras em idade reprodutiva devido a força dos sintomas como cólicas, insônia, irritabilidade, compulsão alimentar e dores de cabeça. A nutricionista e pesquisadora Aline Quissak se empenhou em solucionar esses problemas e desenvolveu o primeiro chocolate “anti-TPM” do Brasil.

A Aline Quissak já é bastante conhecida em sua área por unir alimentação e ciência em seus trabalhos, sendo assim, dessa vez não foi diferente. Foram meses de estudo com 355 mulheres na faixa etária entre 24 e 43 anos para compreender a influência do chocolate e outros alimentos na TPM, o que gerou finalmente um resultado produtivo.

Segundo a especialista, a diferença desse chocolate para os demais são os ingredientes na composição, o anti-TPM reúne chocolate premium (com alto teor de cacau, manteiga de cacau, sem uso de parafinas, gorduras hidrogenadas, corantes ou conservantes), morango, óleo de linhaça e o cacau. A porção recomendada é de 2 bombons por dia durante o período que antecede a TPM e promete a melhora nos sintomas como irritabilidade, choro, apetite, controla a compulsão alimentar e ainda auxilia no foco e na concentração, além de diminuir a ansiedade.

O chocolate mágico está prestes a realizar o sonhos de muitas mulheres, unindo o útil de comer chocolate ao agradável de se livrar da TPM. O produto está aguardando a regulamentação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e tem a previsão otimista para chegar ao mercado no primeiro semestre de 2019.

Para conhecer mais sobre a nutricionista e pesquisadora Aline Quissak você pode encontrar informações na página do Facebook, no Instagram, ou no site.

Com amor, GKPB <3

Acompanhe novidades em tempo real seguindo nosso perfil no Instagram.