A revista Columbia Journalism Review abriu uma banca para vender fake news, mas eu garanto para vocês que não é o que parece. A campanha criada pela TBWA/Chiat/Day, abriu a banca de fake news que ficou localizada no Bryant Park, em Nova York, neste dia 30.

Foto: Clube de Criação

Com o nome de “The Fake News Stand” essa campanha trouxe revistas e jornais diferentes do habitual, pois quem passava pela banca logo reparava que no lugar de revistas famosas como Time, The Economist, The New York Times e The Wall Street, estavam revistas com nomes de “The Informationalist“, “The Manhattan Daily“, “Hussle” e “The Weekly Journal“.

Foto: Clube de Criação

A parte legal (além de todo resto) dessa campanha, é que todas as capas foram feitas com base em fake news propagadas na internet em redes sociais sem fundamento nenhum. Porém, quando o leitor abre para folhear a revista ou o jornal, não se depara com uma extensão da notícia falsa, mas sim um guia que auxilia a identificar fake news nas mídias.
The Fake News Stand já havia feito outra aparição na campanha “Real Journalism Matters“, onde as pessoas aparentavam estar lendo jornais de credibilidade, quando na verdade eram jornais de retweets ou de publicações no Facebook.

Foto: Clube de Criação

Com um posicionamento forte e destacável a Columbia Journalism Review é uma publicação sem fins lucrativos da Escola de Jornalismo da Universidade de Colúmbia, eles afirmam sua autoridade como uma verdadeira fonte de notícias e traz aos seus leitores críticas, análises e notícias sobre as tendências do mundo dos jornalistas profissionais.

Com amor, GKPB <3

Acompanhe novidades em tempo real seguindo nosso perfil no Instagram.