Pois é, meus amigos, imagino que o Youtube está sentindo no peito a mesma dor de uma mãe que recebe desobediências de um filho, afinal o vídeo com mais dislikes da plataforma é da própria plataforma.

Em torno de 7 dias o vídeo de retrospectiva do Youtube, Rewind 2018, atingiu 10 milhões de dislikes, ultrapassando o clipe “Baby” do Justin Bieber, que acumulava desde 2012 algo em torno de 9 milhões de dislikes. Vale a reflexão para saber se Justin Bieber está feliz ou triste com essa perda do pódio de mais odiado da plataforma.

O youtuber mais popular da plataforma, PewDiePie publicou um vídeo analisando o Rewind 2018 e justificou com auxílio de comentários da internet qual é o possível motivo para tanta rejeição. Acontece que grande parte dos consumidores da plataforma, sejam criadores ou espectadores, se encontram insatisfeitos com o desempenho da plataforma para/com os mesmos. Além disso, parte dos dislikes devem ser atribuídos aos fãs de BTS, que boicotaram o vídeo devido a problemas anteriores envolvendo o grupo e a plataforma. Você pode conferir o vídeo do PewDiePie logo abaixo:

O @EmperorLemon publicou em seu Twitter um gráfico que mostra a quantidade de likes nos vídeos de Rewind desde 2012 e a incrível decrescente que acerta em cheio a partir de 2015, quando problemas com a plataforma começaram a acontecer.

https://twitter.com/EmperorLemon/status/1070819249445371906

Em comentários nos vídeos do Youtube você encontra que o principal motivo do desgosto com Rewind foi a hipocrisia da plataforma, pois prejudicou diversos canais, entre eles o BTS, os canais de animação, educação, e basicamente qualquer canal que fuja do que eles esperam para a plataforma, e ainda assim tratou como se estivesse “tudo bem”.

Aparentemente muitas pessoas se encontram descontentes com o Rewind 2018 em si e principalmente com o Youtube. Será que a plataforma se pronunciará a respeito? Até o momento não encontramos nada que pudesse soar como uma resposta aos consumidores.