Reprodução - Riot Games

A indústria de games vem ganhando importância na economia mundial, ano após ano, e já atinge mais de 20 milhões de usuários no Brasil. Apresentando números positivos, muitas vezes maiores que a média de crescimento da economia de alguns países, o setor não pode ser mais considerado uma simples brincadeira. Um faturamento de 43,7 bilhões de dólares até 2022 é esperado para esse mercado somente no Brasil, de acordo com um estudo promovido pela consultoria Pwc.

O dinheiro tem chegado à modalidade por meio das empresas, mas também via clubes esportivos, personalidades do esporte e mercado de apostas esportivas. Alguns dos principais sites especializados já disponibilizam seções completas para quem quer apostar nos principais torneios de League Of Legends, Counter Strike, Fifa, Dota 2 e outros. Pela primeira vez na história da modalidade, os eSports devem bater US$ 1 bilhão de faturamento global em 2019.

Além da Pwc, outros órgãos internacionais já apontam que a indústria de games já movimente mais dinheiro do que todo o mercado cinematográfico dos Estados Unidos. No Brasil, o mercado de games deve crescer em torno de 17% ao ano até 2022. A performance deve consolidar o Brasil como um dos mercados mais lucrativos para o mercado de jogos eletrônicos. O otimismo demonstrado nas análises tem atraído investimentos não só na produção de jogos e desenvolvimento de peças e consoles.

Leia também:  Fusion Energy Drink lança lata colecionável com armazenamento de dados em DNA

Por exemplo: entidades de organização específicas do setor já estão sendo fundadas. Essas entidades serão importantes para fortalecer a modalidade perante seus investidores.

O investimento de empresas no mercado de eSports cresceu exponencialmente. O volume de patrocínios e publicidade em geral relacionados aos eSports já é notável. Até mesmo a Apple, empresa mais valiosa do mundo, produziu recentemente uma peça voltada ao público gamer.

Desde 2017, canais de TV passaram a transmitir torneios da modalidade. Segundo pesquisa da Newzoo, nesse ano, as verbas de marketing foram responsáveis por US$ 16,2 milhões do total de US$ 24 milhões arrecadados pelo mercado de eSports na América Latina.

No ano passado, os investimentos na nossa região subiram para US$ 21,2 milhões, do total de US$ 31 milhões. Isso representou um crescimento de 28.6%. Conheça algumas marcas importantes que estão investindo pesado nos esports.

Mercedes-Benz abre portas para o mercado automobilístico nos eSports

No início deste ano, a Mercedes-Benz se tornou a primeira montadora do mundo a patrocinar um time de eSports. O anúncio da parceria com a equipe alemã SK Gaming (que se destaca nos jogos Counter Strike: Global Offensive, League of Legends e FIFA), foi um passo que aprofundou a relação da fabricante de veículos com os jogos eletrônicos, iniciada em 2017.

Leia também:  Americanas.com promove "Caça aos Games" com descontos de 90% em diversos jogos

Visa aposta em time acostumado a vencer

Em janeiro, da mesma forma que a Mercedes-Benz, a Visa anunciou patrocínio à SK Gaming, organização alemã de CS:GO, com sede nos Estados Unidos. O time conta com a presença de jogadores brasileiros, entre eles os astros FalleN e coldzera. A marca da empresa é estampada na camisa dos atletas. A equipe chegou ao oitavo título na temporada.

A gigante Coca-Cola também acredita nos eSports

Uma das marcas que mais investe em publicidade no planeta, a Coca-Cola não perdeu tempo nos esportes eletrônicos. A submarca Coke eSports realiza patrocínios em diversos games. Em 2017, a equipe Team One recebeu investimento da marca no segundo turno do CBLoL. Smite e Vanglory também foram games apoiados pela Coca-Cola.

Vivo atua com investimento e novos produtos para o setor

Na última Brasil Game Show (BGS), em outubro, a Vivo anunciou a estratégia para o mercado de games e esportes eletrônicos. A marca lançou o Vivo Games4U, serviço digital de games, o patrocínio do clube de eSports, Vivo Keyd, e a nova temporada do documentário Game Changers. Com os atletas da equipe, a marca tem feito ativações em lojas em Shoppings Centers.

Leia também:  BGS apresenta novo logo e nova identidade visual

Red Bull – dos esportes radicais para os eletrônicos

A marca de energéticos, habituada a patrocinar equipes que vão da Fórmula 1 até o futebol profissional, dá nome a diversos torneios de eSports ao redor do mundo. Um deles é o Red Bulls Player One, de League of Legends, com jogadores profissionais e amadores. Dada a tradição da marca em ser vanguarda no financiamento de uma série de modalidades esportivas, é de se esperar que em breve tenhamos um time altamente competitivo com o nome Red Bull.

Sky oferece patrocínio ao eBrasileirão e fomento à cena gamer

A operadora de TV por assinatura Sky decidiu transformar o eSports em um segmento relevante de sua área de marketing. A empresa anunciou recentemente a criação de uma plataforma de patrocínios aos jogos eletrônicos. Como primeira ação desse novo investimento está o patrocínio ao e-Brasileirão, campeonato nacional de futebol virtual – o Pro Evolution Soccer (PES) –, organizado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Além disso, a Sky idealizou o projeto social Go For Gaming, com Willian Gordox, narrador de eSports, YouTuber e Streamer, como embaixador para o projeto.

Com amor, GKPB <3

Acompanhe novidades em tempo real. Siga nosso perfil no Instagram.