More
    Começa depois do anúncio
    Início Inovação Aplicativos Depois de morte de entregador, Rappi contará com botão de emergência

    Depois de morte de entregador, Rappi contará com botão de emergência

    Depois do ocorrido no último sábado (5), onde a Rappi não ofereceu ajuda para socorrer seu entregador, empresa toma medidas para evitar reincidências.

    Nós já havíamos mencionado aqui no GKPB sobre uma publicação nas redes sociais falando sobre a morte de um entregador em que a Rappi, que intermediava a entrega não ofereceu ajuda para salvar o rapaz. Depois do ocorrido, a Rappi anunciou que passará a contar com uma equipe treinada e o aplicativo terá um botão de emergência para casos similares.

    A entrega aconteceu no sábado(5) e, de acordo com uma publicação realizada nas redes sociais, o motoboy chegou no endereço do cliente com sintomas de AVC. A cliente afirma que que realizou rapidamente o chamado dentro do App e entrou em contato com a central, que apenas “solicitou que a cliente finalizasse o chamado para que os demais usuários fossem alertados sobre o atraso nos pedidos”.

    - Continua depois do anúncio -

    Depois da tentativa falha de contatar a empresa, a cliente e seus colegas que estavam com o entregador em seu endereço entraram em contato com a família e chamaram um Uber, que se recusou a levar o entregador para um hospital no estado em que se encontrava. Logo depois o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel Urgente) foi acionado e levou duas horas para chegar até o local. O entregador faleceu nesta segunda-feira(8).

    “A Rappi lamenta profundamente o falecimento do entregador Thiago de Jesus Dias e informa que está buscando melhorias em seus processos. A empresa criou um botão de emergência, que está disponível dentro do aplicativo dos entregadores, por meio do qual os mesmos poderão optar por acionar diretamente o suporte telefônico da Rappi – que contará com equipe especializada – ou as autoridades competentes (caso se deparem com situações relacionadas à saúde ou segurança)”, declarou a empresa em nota.

    A Uber não se manifestou em relação ao ocorrido e o Samu afirmou que averiguará através da abertura de procedimento para verificar o que ocorreu durante o chamado e após concluída a averiguação tomará as medidas cabíveis.

    Com amor, GKPB. <3

    Acompanhe novidades em tempo real. Siga nosso perfil no Instagram.

    Conheça nosso canal no Youtube: