Os patinetes elétricos chegaram para conquistar o espaço na rotina das pessoas e, como consequência, diversas empresas já estão de olho nessa tecnologia para oferecer aos seus clientes. A Audi anunciou recentemente que passará a produzir e vender seus próprios patinetes até o fim de 2020.

Em projeto, o modelo Audi e-tron scooter tem por volta de 12 kg, podendo ser dobrado para que caiba em um porta-malas ou possa ser puxado como um carrinho para levar no carro, ônibus ou trem, custando uma faixa de 2 mil euros (aproximadamente R$ 9 mil reais).

Segundo Thorsten Schrader, gerente de projeto para micromobilidade de Audi, o patinete elétrico poderá ser controlado como um skate. “Com o Audi e-tron scooter, nos aproximamos ainda mais dos clientes que se movimentam pelas cidades de formas multimodais – e para os quais estilo e funcionalidade são importantes. Naturalmente o Audi e-tron scooter também se move em linha reta. Porém a sensação de fluxo só acontece quando você começa a trafegar no asfalto – e isso é surpreendentemente fácil com nosso novo conceito”, explica Thorsten.

O modelo terá instalado as luzes de LED exigidas pela lei: um farol, luzes de condução diurna, lanterna traseira e brake light. Além de uma interface bluetooth que permite ajustes individuais e proteção contra roubo.

Publicidadeleobalbi-cabore