A Amazon estadunidense se desculpou hoje com a autora Margaret Atwood por já ter enviado a continuação de “O Conto da Aia” para cerca de 800 pessoas que reservaram o livro na pré-venda. “Os Testamentos” seria lançado na próxima terça-feira, dia 10, tanto em cópia física quanto digital (apenas nos EUA e alguns outros países).

A loja de varejo online disse que um erro técnico ocasionou o disparo das encomendas. “Nos desculpamos por este erro; nós valorizamos nossa relação com autores, agentes literários e editoras”, disse ela numa declaração. Mas sejá lá o que aconteceu, os que já tiveram acesso antecipado ao livro estão se sentindo verdadeiramente abençoados:

“Chegou! Posso usar uma quantidade absurda de pontos de exclamação? Chegou!!!!!!!!!!!!!”
“Abençoado seja ‘Os Testamentos’ (que possa o Senhor abrir o livro).”
“Mais alguém recebeu o novo livro da Margaret Atwood, ‘Os Testamentos’, uma semana antes? Pensei que eles tivessem mudado a data, mas acabei de checar e parece que a Amazon se confundiu. Ganhei na loteria!”

O erro irritou outros varejistas, que disseram que seriam punidos se cometessem o mesmo erro e suspeitavam que a Amazon não enfrentaria as mesmas consequências. A American Booksellers Association, associação que promove promove livrarias independentes nos Estados Unidos, expressou sua “grande decepção em relação a essa violação de protocolo”.

Leia também:  Disney compra Hulu, plataforma de streaming

Lexi Beach, proprietária da Livraria Astoria, em Nova York, disse que teve que assinar um contrato prometendo que as cópias do livro seriam “armazenadas em uma área segura, monitorada e trancada, e não colocadas junto às demais obras a venda antes da data oficial.”

As rigorosas medidas de segurança também foram aplicadas ao envio de cópias aos críticos, que contavam com um título e uma capa falsos, de acordo com Ron Charles, do Washington Post.

“Os Testamentos” chega ao Brasil em novembro e será publicado pela editora Rocco. As primeiras resenhas já apontam que o livro é “uma brilhante jogada estratégica”, além de possuir “uma narrativa propulsiva, quase sem fôlego, cheia de reviravoltas dignas de um romance gótico”.

Leia também:  Disney compra Hulu, plataforma de streaming

Abençoados sejam seus esforços na próxima vez, Amazon.

Com amor, GKPB <3

Acompanhe novidades em tempo real. Siga nosso perfil no Instagram.

Conheça nosso canal no Youtube: