Depois de muito se imaginar, finalmente os ônibus de São Paulo aceitarão, como pagamento, cartões de débito e crédito. O projeto-piloto da SPTrans possibilitará o uso de cartões, smartwatches e smartphones com a tecnologia NFC.

A tecnologia entrará em teste na próxima segunda-feira (16) e a partir daí cartões de crédito, débito, pré-pago, dispositivos com a tecnologia NFC (Near Field Communication) também serão aceitos como método de pagamento para passagens das linhas municipais de ônibus de São Paulo.

O projeto foi anunciado oficialmente nesta quinta-feira (12) durante evento da prefeitura, que contou com presença do atual prefeito da cidade de São Paulo, Bruno Covas; de Edson Caram, secretário de mobilidade e transportes; e Paulo Cézar Shingai, presidente da SPTrans.

O sistema, nesta fase de implementação e teste aceitará apenas as bandeiras Mastercard e Visa (A Elo ainda está fase de inclusão) e estará disponível em 200 veículos, que atendem 12 linhas, e beneficiam, juntos, por mês, cerca de 2,9 milhões de passageiros.

Entre as empresas que participarão do piloto estão: Ambiental Transportes, Auto Viação Transcap, Mobibrasil Transporte, Movebuss, Sambaíba, Transpass, Transunião Transportes, Transwolff, Viação Gato Preto, Viação Grajaú, Viação Metrópole Paulista e Viação Santa Brígida.

A prefeitura não teve custos para implementar a tecnologia e isto ficou por conta dos parceiros. Entre os presentes no evento estavam Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Cielo, Digicon, Elo, Empresa1, Itaú, Mastercard, Nubank, Prodata, Santander, Stone e Visa.

Ainda nessa primeira fase os usuários terão um número limitado de transações permitidas por dia (5 em um período de meia hora e 10 por dia, no máximo). Não haverá integração tarifária com outros ônibus ou com sistemas de trilhos.

O projeto que testará a possibilidade de uma implementação efetiva do sistema tem duração de três meses ou até que atinja o limite pré-definido de 500 mil transações. Para utilizar, funcionará da mesma forma que o bilhete único, com a tecnologia NFC basta aproximar o cartão do validador.

Publicidadeleobalbi-cabore