Já é bem ativa a conversa a respeito da igualdade salarial entre homens e mulheres no mercado de trabalho e, neste último sábado (16), a final do Campeonato Paulista de Futebol Feminino resolveu chamar atenção para essa causa através do placar da igualdade salarial.

Segundo dados do IBGE, no Brasil o salário médio de uma mulher é 20,5% inferior e a Federação Paulista de Futebol se uniu com a ONU Mulheres para promover o #PlacarPelaMudança, durante a partida entre São Paulo e Corinthians, chamando atenção para os números.

A ação foi criada pela BETC/Havas e quem acompanhou a transmissão ao vivo pelo canal FPF TV, no Youtube, acompanhou um placar que contava com 20% subtraído de cada gol marcado. Quando o Corinthians abriu o placar, o marcador mostrava 0,8 e assim seguiu durante todo jogo até o final de 3×0 com o mostrador de 2,4×0.

Para explicar que não se tratava de um erro do marcador da FPF TV, a narradora Camilla Garcia, as comentaristas Nathalia Ferrão e Juliana Santos, e as repórteres Mari Pereira e Marilia Galvão abordaram o tema e estimularam a participação dos usuários do Facebook na discussão.

Leia também:  São Paulo recebe exposição que celebra 80 anos do Batman