Durante o lançamento do Méqui Sampa uma coisa chamou a atenção. Enquanto apresentavam o lanche, os executivos das duas empresas fizeram questão de ressaltar que a ideia do sanduíche que homenageou o aniversário da cidade de São Paulo veio da agência, que ambos tinham em comum, a DPZ&T.

Qualquer pessoa que estuda publicidade sabe que não é obrigação da agência sugerir novos produtos. Isso é função do departamento de Marketing do cliente. Mas em dias tão conturbados de contas indo pra lá e pra cá para enxugar custos, é sempre bom deixar a ideia fluir ainda que ela se esbarra em coisas que não são sua competência. Foi o que fez a DPZ&T que ao ver Perdigão e McDonald’s em seu portfólio de clientes.

Leia também:  Méqui Sampa é o sanduíche de mortadela do McDonald's para o Aniversário de SP

O Méqui Sampa mostra que a DPZ&T está disposta a fazer mais do que o necessário para manter seus clientes. Mostra também que a junção de marcas fortes e relevantes sempre podem dar certo quando realizada de forma criativa.

O Geek Publicitário conversou com diretor de Marketing da BRF, Marcelo Suárez, que contou pra gente um pouquinho de como foi a reação da companhia quando chegou a ideia do Méqui 1000.

“Essa ideia foi aprovada já de cara. E a medida que a gente ia envolvendo as pessoas de diferentes departamentos, as pessoas já se empolgavam com bastante emoção neste projeto. Foi um trabalho em conjunto dos dois times de Marketing. A felicidade de ter uma agência em comum facilita bastante.”, afirmou Suárez.

Leia também:  Burger King vs McDonald’s, Méqui Sampa e Combo Sonic Cinemark

Ainda sobre o lançamento, Suárez disse que não há qualquer interesse em retorno de venda de produtos, mas sim no vínculo emocional criado entre duas marcas de grande porte e o consumidor. O que só agrega na construção de marca.

Com amor, GKPB <3

Acompanhe novidades em tempo real. Siga nosso perfil no Instagram.

Conheça nosso canal no Youtube: