More
    Começa depois do anúncio
    Início Publicidade Estudo do Multishow aponta hábitos de consumo de música no Brasil

    Estudo do Multishow aponta hábitos de consumo de música no Brasil

    Estudo do Multishow revela Youtube como o meio mais democrático, enquanto streaming domina entre o público mais jovem e a TV paga entre os mais velhos.

    Com o intuito de conhecer e entender os hábitos musicais da população mais a fundo, o Multishow produziu o estudo “Muito mais que Música”. O material mostra que, embora o streaming siga conquistando os usuários com uma ampla oferta de serviços, a TV continua sendo um veículo importante para o acesso de todas as idades às diversas possibilidades de contato, consumo e relacionamento com a música.

    Os dados da pesquisa mostram que a internet é o meio mais utilizado pelos consumidores de música. Já entre os programas mais assistidos em qualquer meio, os programas relacionados à música ficam em segundo lugar, perdendo apenas para séries.

    - Continua depois do anúncio -

    O Youtube se consagra como o meio mais democrático e utilizado por todas as idades, já as plataformas de streaming têm concentração maior entre a faixa de 25 a 34 anos. Já entre aqueles que têm 35 e 44 anos, a TV paga tem mais relevância, além de ser o principal meio para se ouvir música.

    Programas relacionados a música ficam em segundo lugar. Atrás apenas de seriados. Fonte: estudo “Muito mais que música” – Multishow.

    “A música faz parte da vida das pessoas e está presente no dia a dia de diferentes maneiras. Dessa forma, é bastante relevante entendermos como os consumidores se comportam diante das inúmeras opções disponíveis atualmente para escutar suas preferências. Além disso, o estudo também faz uma análise sobre os diferentes devices usados pela população e como isso mudou ao longo dos anos.”, explica Tatiana Costa, diretora do Multishow.

    O estudo ainda se aprofunda nas plataformas que concorrem com o YouTube durante o caminho do usuário até encontrar a música. Rádio, Spotify, YouTube+TV, TV, shows, realities shows, videoclipes, entrevistas e notícias também foram identificados como meios de consumo. “Muito mais que música” faz uma análise de cada um deles com prós, contras e diferenciais, além de colher depoimento dos consumidores. Por fim, a análise destaca uma parte do estudo para falar sobre como a música está relacionada ao sentimento do público e em quais momentos eles costumam consumir esse tipo de produto.

    Para conhecer mais sobre a pesquisa, acesse a página do estudo “Muito mais que música” na plataforma Gente.

    *Para este estudo, foram realizadas entrevistas com pessoas consumidoras de música, incluindo homens e mulheres em grupos mistos, no Rio de Janeiro e em São Paulo, divididos por faixas etárias (mais jovens de 16 a 24 anos versus mais velhos de 34 a 45 anos). Já na etapa seguinte, quantitativa, com base em 821 entrevistas, a amostra corresponde ao perfil de 16 a 49 anos, classes ABC, considerando-se como pré-requisito a assinatura de TV paga em casa e a relação próxima com a música.

    Com amor, GKPB. <3

    Acompanhe novidades em tempo real. Siga nosso perfil no Instagram.

    Conheça nosso canal no Youtube:

    Conecte-se

    64,099FansLike
    74,531FollowersFollow
    13,800SubscribersSubscribe

    Para Você