Homens preferem conteúdo ao vivo e mulheres, sob demanda. Confira dados do Globosat Play

Por: Matheus Ferreira

O aplicativo da Globosat Play atingiu a marca de 120 milhões de visualizações no ano de 2016. O grande volume de acessos fez com que a plataforma trouxesse dados importantes sobre os hábitos dos consumidores no consumo da plataforma digital.

As mulheres demonstraram maior interesse que os homens nos vídeos sob demanda (VOD), registrando preferência pelo canal VIVA, que liderou a lista dos mais assistidos por elas. Já os homens, preferiram conteúdo Ao Vivo, enquanto o canal mais assistido foi o SporTV.

Conteúdo on demand com programas antigos do canal VIVA faz sucesso com o público feminino.

Dados de acesso ao Globosat Play

Além disso, o estudo revelou que até a forma de acesso da plataforma Globosat Play também mostrou algumas diferenças. Enquanto as mulheres preferiram usar os apps para dispositivos móveis, os homens preferira acessar via web.

Leia também:  Globosat homenageia Dia do Mídia com webserie

No total de acessos os homens surpreenderam ficando à frente das mulheres, correspondendo por 55% do tempo acessado, contra 45% do tempo que elas gastaram no Globosat Play.

Top Cidades

As 5 cidades que mais acessaram a plataforma foram: São Paulo (15%), Rio de Janeiro (12%), Belo Horizonte (5%), Brasília (4%) e Curitiba (3%).

Faixa etária e horário preferido

A faixa etária do app não apresentou diferenças em relação aos gêneros. Homens e mulheres de 25 a 34 anos são os que mais acessam o Globosat Play. No entanto, os homens costumam passar mais tempo no serviço das 20h às 23h; enquanto as mulheres assistem mais das 14h às 17h.

Leia também:  Itaú promete reformulação total de seu app para smartphones

O levantamento analisou os dados de acessos no período de setembro a dezembro de 2016. Não considerando, portanto, o pico registrado durante os Jogos Olímpicos Rio 2016.

Com amor, GKPB. <3

Publicado por

Matheus Ferreira

Matheus Ferreira, 26. Publicitário e fundador do Geek Publicitário. Falo sobre Publicidade, TV, Design e Tecnologia.

Comentários